OBJETIVOS

O projeto objetiva realizar pesquisa que possibilite sistematizar metodologias de trabalho para utilização de recursos midiáticos na pesquisa e no ensino de história. Os recursos a serem analisados são filmes documentários, internet, publicidade e revistas ditas femininas.

Com isso buscamos promover a aproximação dos resultados da pesquisa historiográfica com o ensino fundamental e médio da Rede Pública Estadual do Paraná e promover a aproximação dos três eixos centrais da Universidade: pesquisa, ensino e extensão.

A proposta visa possibilitar respostas às inquietações teóricas e metodológicas dos profissionais de história e áreas afins que se defrontam com o problema da utilização de recursos midiáticos em sala de aula e na experiência de vida concreta dos alunos.

A construção do site visa ampliar o debate, abrindo fronteiras para a troca de experiências e de materiais que permitam contribuir para a construção de um pensamento crítico.

O principal problema das pesquisas refere-se aos limites e possibilidades de análise do discurso midiático pela disciplina histórica, e nas áreas afins. Esse tema é um problema muito presente para os profissionais da área de história (mas também da geografia, português, línguas) que se defrontam com a realidade de alunos que têm um convívio com a mídia de forma cada vez mais forte. Como os professores podem lidar com essa questão? Essa relação é necessariamente negativa? É possível estabelecer a crítica da mídia e ao mesmo tempo usá-la para construir uma visão crítica de mundo? Algumas dessas inquietações apareceram de forma muito presente na experiência que temos com os professores da Rede Pública participantes do Programa de Desenvolvimento do Ensino (PDE), que participam de nossas atividades no Curso de História.

 
audemars piguet replica

Simpósio de Pesquisa Estado e Poder

RSS

Noticiar as lutas, apoiá-las, pensar sobre elas
  • Teses sobre a situação atual
    Após Brest-Litovsk, alguns comunistas debateram seus receios com os rumos da revolução; raramente se viu compreensão tão certeira dos fatos do momento […]
  • Faz cara de luta
    Dia de paralisação. Estudantes vão acompanhar os sindicalistas no piquete durante a madrugada. “Vamos tirar uma selfie?”, sugere um. “Faz cara de […]