OBJETIVOS

O projeto objetiva realizar pesquisa que possibilite sistematizar metodologias de trabalho para utilização de recursos midiáticos na pesquisa e no ensino de história. Os recursos a serem analisados são filmes documentários, internet, publicidade e revistas ditas femininas.

Com isso buscamos promover a aproximação dos resultados da pesquisa historiográfica com o ensino fundamental e médio da Rede Pública Estadual do Paraná e promover a aproximação dos três eixos centrais da Universidade: pesquisa, ensino e extensão.

A proposta visa possibilitar respostas às inquietações teóricas e metodológicas dos profissionais de história e áreas afins que se defrontam com o problema da utilização de recursos midiáticos em sala de aula e na experiência de vida concreta dos alunos.

A construção do site visa ampliar o debate, abrindo fronteiras para a troca de experiências e de materiais que permitam contribuir para a construção de um pensamento crítico.

O principal problema das pesquisas refere-se aos limites e possibilidades de análise do discurso midiático pela disciplina histórica, e nas áreas afins. Esse tema é um problema muito presente para os profissionais da área de história (mas também da geografia, português, línguas) que se defrontam com a realidade de alunos que têm um convívio com a mídia de forma cada vez mais forte. Como os professores podem lidar com essa questão? Essa relação é necessariamente negativa? É possível estabelecer a crítica da mídia e ao mesmo tempo usá-la para construir uma visão crítica de mundo? Algumas dessas inquietações apareceram de forma muito presente na experiência que temos com os professores da Rede Pública participantes do Programa de Desenvolvimento do Ensino (PDE), que participam de nossas atividades no Curso de História.

 
audemars piguet replica

Simpósio de Pesquisa Estado e Poder

RSS

Noticiar as lutas, apoiá-las, pensar sobre elas
  • Um olhar sobre a onda de greves no setor de logística na Itália
    Não estamos dizendo que podemos simplesmente copiar as coisas que estão acontecendo em outros lugares, sob condições levemente diferentes. Mas podemos tentar aprender com essas experiências. Além dos aspectos positivos das lutas, podemos conseguir enxergar alguns problemas nas entrelinhas, por exemplo: apoio externo é bom e pode ajudar a fazer as coisas deslancharem, principalmente em […]
  • O Processo: uma análise crítica do filme
    Por que o documentário seria tão representativo para nosso momento já que possui uma estética relativamente conservadora e com uma narrativa que privilegia a perspectiva institucional do PT no “processo”? Por Bruno Vilas Boas Bispo O filme O Processo, de Maria Augusta Ramos, lançado nessa última semana, é uma obra de arte completamente representativa da […]